18 de outubro de 2016

Arco de Balões

Para o batizado do Tomás Rodrigues fiz este arco em tons de Azul

Todos os filhos são pais da morte de seus pais

Não pude deixar de compartilhar...
 
" Há uma quebra na história familiar onde as idades se acumulam e se sobrepõem e a ordem natural não tem sentido: é quando o filho se torna pai de seu pai.
É quando o pai envelhece e começa a trotear como se estivesse dentro de uma névoa.
Lento, devagar, impreciso.
É quando aquele pai que segurava com força nossa mão já não tem como se levantar sozinho. É quando aquele pai, outrora firme e intransponível, enfraquece de vez e demora o dobro da respiração para sair de seu lugar.
É quando aquele pai, que antigamente mandava e ordenava, hoje só suspira, só geme, só procura onde é a porta e onde é a janela - tudo é corredor, tudo é longe.
É quando aquele pai, antes disposto e trabalhador, fracassa ao tirar sua própria roupa e não lembrará de seus remédios.
E nós, como filhos, não faremos outra coisa senão trocar de papel e aceitar que somos responsáveis por aquela vida. Aquela vida que nos gerou depende de nossa vida para morrer em paz.
 
Todo filho é pai da morte de seu pai.
 
Ou, quem sabe, a velhice do pai e da mãe seja curiosamente nossa última gravidez. Nosso último ensinamento. Fase para devolver os cuidados que nos foram confiados ao longo de décadas, de retribuir o amor com a amizade da escolta.
E assim como mudamos a casa para atender nossos bebês, tapando tomadas e colocando cercadinhos, vamos alterar a rotina dos móveis para criar os nossos pais.
Uma das primeiras transformações acontece no banheiro.
Seremos pais de nossos pais na hora de pôr uma barra no box do chuveiro.
A barra é emblemática. A barra é simbólica. A barra é inaugurar um cotovelo das águas.
Porque o chuveiro, simples e refrescante, agora é um temporal para os pés idosos de nossos protetores. Não podemos abandoná-los em nenhum momento, inventaremos nossos braços nas paredes.
A casa de quem cuida dos pais tem braços dos filhos pelas paredes. Nossos braços estarão espalhados, sob a forma de corrimões.
Pois envelhecer é andar de mãos dadas com os objetos, envelhecer é subir escada mesmo sem degraus.
Seremos estranhos em nossa residência. Observaremos cada detalhe com pavor e desconhecimento, com dúvida e preocupação. Seremos arquitetos, decoradores, engenheiros frustrados. Como não previmos que os pais adoecem e precisariam da gente?
Nos arrependeremos dos sofás, das estátuas e do acesso caracol, nos arrependeremos de cada obstáculo e tapete.
E feliz do filho que é pai de seu pai antes da morte, e triste do filho que aparece somente no enterro e não se despede um pouco por dia.
 
Meu amigo José Klein acompanhou o pai até seus derradeiros minutos.
 
No hospital, a enfermeira fazia a manobra da cama para a maca, buscando repor os lençóis, quando Zé gritou de sua cadeira: e
— Deixa que eu ajudo.
Reuniu suas forças e pegou pela primeira vez seu pai no colo.
Colocou o rosto de seu pai contra seu peito.
Ajeitou em seus ombros o pai consumido pelo câncer: pequeno, enrugado, frágil, tremendo.
Ficou segurando um bom tempo, um tempo equivalente à sua infância, um tempo equivalente à sua adolescência, um bom tempo, um tempo interminável.
Embalou o pai de um lado para o outro.
Aninhou o pai.
Acalmou o pai.
E apenas dizia, sussurrado:
— Estou aqui, estou aqui, pai!


O que um pai quer apenas ouvir no fim de sua vida é que seu filho está ali. "

Festas de Porto Côvo 2016

Mas que agradável surpresa, o concerto dos Sangue Ibérico este ano nas Festas de Porto Côvo.
 
Que simpatia estes 3 miúdos, claro que as 3 cotas aproveitaram logo para tirar uma foto...
 
 

Concerto dos The Gift

Este ano, consegui ir a 3 ou 4 concertos dos The Gift.
Gosto mesmo desta banda.
Na Feira de Grândola apanhei-os e dei-lhes uma beijoca, lol
 
 

Para ti, minha comadre linda

12 de outubro de 2016

Jorge Máximo - "As leis são como as meninas virgens! São para serem..."



Caro, Sr Jorge Maximo:
Permita-me dizer-lhe, com todo o respeito, que o senhor me merece, e que não é nenhum, que o senhor, é uma grande besta quadrada.
Que para além de ser uma grandessíssima besta, é um pulha da pior espécie.... com que então:
"As leis são como as meninas virgens! São para serem violadas!".
E não me diga, que já tinha bebido uns copos, e não me diga que estava nervoso....Nojo, nooooojo é o que tenho de "homens" como o senhor!
Pela idade que, aparenta ter, tem cara de quem já tem idade, para ter filhas, possivelmente até netas.... pergunto-lhe: estava a pensar, especificamente, na sua família, ou era nas miúdas em geral?
Pois, bem me quer parecer, que era mesmo no geral...como besta quadrada que demonstra ser, quer-me parecer, que será daquelas bestas quadradas, que se baba todo,manda "bocas porcas e ofensivas", quando vê uma "vaca de mini saia, ou de calções, ou com decotes, ou com as duas coisas, ao mesmo tempo", porque gentalha como o senhor, não olha para nós, mulheres, como iguais, mas sim como um "objecto ao serviço de".....
E preocupa-me, o facto de sabe-lo a conduzir um táxi, numa qualquer cidade deste país...mais preocupada fico, quando ouço que a sua classe é sujeita a testes psicológicos...o que me leva a perguntar: como é que passou? como é que uma besta como senhor, anda por aí a conduzir táxis? como é que a uma besta como o senhor, dão tempo de antena?
Sabe o que desejo: que não tenha filhas, mulher, netas....
Sabe o que exijo: em meu nome, porque sou mulher, porque tenho sobrinhas, irmãs, mãe, tias, primas, amigas......
Porque estou farta de levar com mentalidades machistas e porcas, como o senhor, sim porque há por aí muito "porco" como vossa excelência.
Porque estou farta que a nossa sociedade aceite isto como "mais um azeiteiro" ou o "típico porco português"....
Porque estou farta de ver, ouvir e até sentir na pele, atitudes de gente porca como o senhor, que ultrapassam mais que a "brejeirice"....
Porque estou farta ver situações parecidas com estas, passaram como forma de humor....
Exijo no mínimo um pedido de desculpas!
E enquanto isso, espero que bata com a cabeça contra alguma parede, para ver se melhora ai dentro qualquer coisa....

Loucos



Musiquinha que passa agora nos ginásios para fazer os alongamentos.
Gosto tanto!

🎶🎶 Mas o mundo nos chama loucos 🎶🎶🎶 porque falamos sozinhos na rua

https://www.youtube.com/watch?v=Q86lCtj1BYs