27 de novembro de 2013

Primeiro Ano de Vida do Ward Miles



Um dos melhores videos que vi nos últimos tempos.
Este bébé é um herói.

20 de novembro de 2013

Amor a Portugal - Eu estou aqui!



Hoje o país acordou mais bem disposto.
A crise é muita, mas o futebol faz milagres.
É muita emoção. Que jogo maravilhoso!
Todos gritavam lá em casa, até as 3 gatas fizeram um TRIIIIIIIIIII!
O Triiiiiiiiiiiiiiii do Criiiiiiiiiiiiiiiiiii.
A Irina hoje fez a depilação brasileira para receber El Comandante.
Ikea 2 - Moviflor 3
Blatter, pede para sair e SAI, faz um LIKE à renuncia do teu contrato!

Prontossssssssssssssss - EU ESTOU AQUI!

14 de novembro de 2013

Próximas Festas

16 de Novembro - Festa de Aniversário da Madalena
24 de Novembro - Festa de Aniversário da Francisca
30 de Novembro - Festa de Aniversário da Ana Clara
6 de Dezembro - Batizado da Barbara
7 de Dezembro - Festa de Aniversário da Sara
14 de Dezembro - Festa de Anivesário da Matilde
15 de Dezembro - Festa de Aniversário do Diogo
21 de Dezembro - Festa de Natal Empresa
22 de Dezembro - Festa de Natal Empresa

11 de novembro de 2013

Restaurante - A Taska do Xico

Se passarem por Porto Côvo, não deixem de fazer uma refeição neste magnífico restaurante.
 
Comida fabulosa, atendimento super simpático e uma varanda com uma maravilhosa vista para o Porto dos Barcos.

8 de novembro de 2013

Voámos Em Contramão, a nova música de Pedro Abrunhosa

E chega mais uma maravilhosa canção com um magnifico poema, como o Pedro Abrunhosa já nos habituou.

http://www.youtube.com/watch?v=3vUZnk3MLjg

Leva-me ao fim da montanha,
Dá-me do vinho da Vida,
Estende o céu, faz a cama,
Onde me escondo da ferida,
E agora
Somos mais fortes que o chão.
Mostra-me a foz do teu rio,
Vem à nascente do meu,
Afasta a dor e o perigo,
Porque a distância doeu,
E agora
Voámos em contramão.

E há-de haver outro lugar,
E palavras p'ra dizer
Quando a terra abraça o mar
É como um Filho a nascer.
E há-de haver outra maneira,
De contar a quem não sabe,
Se me dás a Vida inteira,
Porque só vivi metade?

Leva-me de volta a casa,
Abre as portas do jardim,
Deita-me na tua cama,
Diz que sim, diz que sim...

Segue por este caminho,
Apanha luas de prata,
Um Beijo é o nosso destino,
Beijo que fere e não mata,
E agora
Somos mais corpo que dantes.
Não temos frio no fogo,
Trazes por dentro o verão,
Vejo-me em ti e descubro
Somos luz, sombras não,
E agora
Voámos em contramão.

7 de novembro de 2013

João Pedro Pais - Estás Á Espera De Que?

Fabuloso!!! Finalmente consegui ver e ouvir ao vivo e a cores o João Pedro Pais, no concerto no CCB e no dia do meu aniversário.
Que fantástica prenda dada pela minha Mami.
Foram dois sonhos, o meu e o do João Pedro Pais que se realizaram!
 
"O Grande Auditório do Centro Cultural de Belém (CCB) quase esgotado recebeu no passado dia 31 de Outubro um intimista concerto de João Pedro Pais.

Quase um ano após lançamento do disco “Desassossego”, João Pedro Pais cumpriu “um sonho que tinha há muito” de actuar no CCB.

Com um inicio de concerto num “Palco de feras” seguiram-se os temas “Fora do vulgar” e “Hoje”.

Boa noite CCB, boa noite Lisboa, boa noite Portugal. É muita amabilidade e generosidade da vossa parte estarem aqui. Sejam felizes.” cumprimentou assim João Pedro Pais a assistência.

Com “16 anos de estrada” João Pedro Pais não é um “Caso Perdido” e tem com o seu público uma relação como “A palma e a mão”. Dois temas que recolheram bastantes aplausos.

Desde o ano de 1997, em que lançou o disco “Segredos”, um dos grandes êxitos do cantor é “Ninguém é de ninguém”, tema interpretado por toda a assistência.

E ao longo de todo este tempo “foi surpreendente e bonito termos feito a primeira parte da digressão ibérica de Bryan Adams em 2003/2005” recordou João para logo de seguida dizer que “em 16 anos vocês deram-nos tanto...caraças”, recolhendo mais uma estrondosa ovação.

No concerto o cantor contou o Quarteto Atlântico, um grupo instrumentista de cordas, que tornou o concerto ainda mais especial, intimista, único. Os trautear de temas incluiu “Tudo bem”, “Não Há” e “Ciúmes da Lua”.

Deste seu último trabalho, os fãs já decoraram “Isto do Amor” e “Havemos de lá chegar”, temas que colocaram todo o público mais uma vez a cantar com o artista, que repetidamente agradecia “Obrigado, Obrigado, Obrigado”.

Em horário de funcionamento do concerto houve ainda tempo para “Um volto já”, interpretado pelo público no refrão “Mais que uma vez”.

Os anos passam mas João ainda se lembra “que tinha vergonha quando escrevi esta letra, por ser tão simples, eu era tão inocente. Mas o passar do tempo mostrou a força da simplicidade desta letra". “Mentira” foi o tema assim descrito.

“Tão perto” e “Perdido” antecederam o encore, após o qual interpretou ao piano “Um resto de tudo”, sendo “que eu sou um resto de vocês todos”.

O concerto terminou com mais dois dos grandes sucessos do cantor, “Louco” e “Nada de nada”, este último já com toda a assistência de pé e a cantar perante um artista emocionado.

João Pedro Pais continua a provar disco após disco, concerto após concerto que para além de interprete é um excelente compositor."