7 de novembro de 2012

Ana Carolina & Seu Jorge - É isso Aí



É isso aí!
Um vendedor de flores
Ensinar seus filhos a escolher seus amores...

Luan Santana - Amar não é pecado



Até gostava de ir ver este concerto na próxima sexta feira... mas não posso ir a todos... vou ouvindo no youtube...

Eco do Silêncio de Cecília Vilas Boas

Este é o meu livro de momento, o que está na minha mesa de cabeceira... um livro a não perder, estou a ler e estou a adorar.
O 1º livro (Âmber e Mel) da mesma autora tem umas palavras na página 69 que tocou-me muito, sobre uma avó, que saudades tenho eu da minha querida avó Laurindinha.
É com muito prazer que partilho convosco um pouco sobre a minha Amiga Cecilia...

Cecília Vilas Boas. Nasceu em Paio Pires, mas vive em Lisboa há mais de duas décadas. É secretária de Administração numa empresa de Engenharia de Transportes. Descobriu recentemente o prazer da escrita, e até hoje não parou. Publicou a sua primeira obra, Âmbar e Mel - Janelas de Poesia, em 2011. Como co-autora, participou na antologia poética Entre o Sono e o Sonho e, mais recentemente, na colectânea Contos do Nosso Tempo. Deu a conhecer a sua escrita publicamente no blogue «OceanoAzul.Sonhos», permitindo aí que as palavras se soltem de si e vagueiem pelo mundo literário. “A poesia dá-me as asas metafóricas de que preciso para continuar a sonhar. É na escrita que marco encontros sigilosos com o meu ser, ouvindo-o e dando-lhe voz, através das palavras.Sou, muitas vezes, o vazio, o desencanto e a ausência de mim própria. Mas também a esperança, a força, o sonho e a tranquilidade. A poesia é o sândalo do meu espírito, onde busco as emoções desprovidas de escudos. É o recanto onde aprendo a silenciar momentos e a ouvir a voz da minha alma. Recolho-me no silêncio das palavras, para me encontrar e, assim, sair de mim.”